Modelocartaz Fragmentalia

Fragmentália

2000

O homem está nu. Sua máscara cai. A alma expõe recônditas intimidades. O pensamento se fragmenta, rompe conceitos, percebe suas fraquezas e dúvidas e finalmente, mergulha em suas eternas impossibilidades.

A morte espreita qual feroz felino entre os arbustos aguardando o momento certo de lançar-se sobre a presa. A vítima, cercada e fraca, luta pela vida que lentamente escapa entre os seus dedos. Se viver se torna o pior dos pesadelos, a morte será descanso, pois “o que é a morte numa vida vazia de sentido?”

“Fragmentália” expõe e questiona o homem contemporâneo: Incertezas, violência, desejos, individualismo… Uma dramática peregrinação pelo inconsciente da personagem Kuka na hora da morte.

O processo de Work in progress adotado para esta encenação, criava novas possibilidades e soluções cada vez que nos deparávamos com diversificados públicos e espaços. Essa “flexibilidade” nos permitiu um trabalho infindável de pesquisa onde novos textos eram acrescidos e outros descartados, o trabalho corporal e de encenação se adaptava em cada espaço que nos apresentávamos (Teatro convencional, um Hospital abandonado e até em uma gruta) fazendo desta obra uma grande escola de carpintaria teatral para a Cia. Ser ou Não Cena.

Partindo de fragmentos selecionados de vários autores, entre eles: Lord Byron, Jean Genet, Lorca até Veríssimo e Carlos Eduardo Novaes, Fragmentália tem um enredo forte que trafega entre a dor e o riso em um emaranhado de situações surreais.

Sinopse

Kuka, uma jovem de pouco mais de 20 anos se encontra na UTI após uma overdose de drogas. Em uma luta desesperada pela vida, mergulha profundamente em seu subconsciente trazendo a tona todos seus traumas, medos e alegrias esquecidas. Nesta viagem insólita, se depara com alegorias personificadas em figuras patéticas e aterradoras como “o Conformista”, “a Religião”, “o Tempo” e “a Ignorância.

Equipe

Concepção e Direção: Claudio Sásil
Dramaturgia: Claudio Sásil e a companhia
Intertextualizações: Lord Byron, Gerald Thomas, Luis Fernando Veríssimo, Jean Genet, Federico Garcia Lorca, Carlos Eduardo Novaes, entre outras citações dramatúrgicas e literárias
Assistente de movimento:: Paula Damasceno
Direção de arte: Claudio Sásil
Mixagem de trilha sonora: Charles Kahn
Iluminação: Rodrigo di Oliveira
Assistente técnico: Fábio Anacleto
Produção e Realização: Cia Ser ou Não Cena

Elenco

Adelmo Pinheiro
Adriana Lopes
Anderson Guimarães
Beny Lopes
Chico Alba
Gil Aragão
Graça Esperança
Marize Martins
Mirna Jaqueline
Sarah Cristina
Suellen Costa

Apoio Cultural

apoio-fragmentalia1

Compartilhe!