Fale Doce Como A Chuva (4)b

Fale comigo doce como a chuva

2003

O espetáculo foi nossa segunda parceria com o Diretor Eduardo Gama. Produzido a convite do SESC para uma curta temporada, apresenta através de um jogo realista e emocionado a visão solitária do mundo e das relações humanas, traduzidas na figura de um jovem que, desgastados pela pobreza e fracassos contínuos, não conseguem mais se relacionar.

Esta pérola do dramaturgo americano Tennessee Williams, concentra grande parte do desespero existencial com o qual o autor dota suas personagens. A crueldade maior da peça é que ela fala da desilusão do amor, da solidão e da incapacidade do ser humano ser feliz. O casal de “Fale comigo doce como a chuva” não foge a tais regras: cheios de ilusões e sonhos que a dura realidade do concreto armado da grande cidade não titubeia em esmagar.

“Fale comigo doce como a chuva”, denuncia de forma poética e pungente, a falta de alento que permeia nossas relações e nossas vidas em uma sociedade que se alimenta de solidão.

Sinopse

Um jovem casal vivencia um momento crucial de suas vidas, estão juntos e sós. Não há sonhos, esperanças, alentos, só a chuva que cai fora do pequeno apartamento traduzindo a tristeza de suas almas.mo.

Equipe

Adaptação e Direção: Eduardo Gama
Dramaturgia: Tennessee Williams
Figurinos e Adereços: Ricardo Rocha
Trilha sonora: Claudio Sásil
Produção Associada: Cia Ser ou Não Cena
Realização: Sesc Campos e Eduardo Gama

Elenco

Claudio Sásil
Daniela Thibau

Apoio Cultural

apoio-fale1

Compartilhe!